Imagina você ou alguém muito próximo prejudicado em sua acuidade auditiva e então você ou a pessoa se pergunta: perda auditiva e agora o que fazer? Invariavelmente todos nós convivemos em nosso meio familiar ou em nosso círculo de amizade com alguém acometido por problemas auditivos.

De fato a deficiência auditiva não é tão rara como imaginamos, bem ao contrário, é relativamente comum identificarmos pessoas em faixas etárias distintas com algum grau de perda da acuidade auditiva.

Existem algumas definições para Perda Auditiva, mas em geral é conceitualmente resumida como:

“Toda e qualquer lesão, dano ou disfunção em quaisquer das partes que envolvem a audição impedindo o seu bom e correto funcionamento.”

 

O Centro Auditivo Popular oferece gratuitamente a intermediação entre o cliente interessado em adquirir aparelhos auditivos por valores mais acessíveis e a loja que comercializa as próteses auditivas

Fale Agora Conosco e Confira Quanto Custa Aparelho Auditivo com Preços Exclusivos

Clique Aqui! Saiba Mais via Whatsapp

 

Perda Auditiva no Brasil e no Mundo

Pessoas com deficiência, também chamada de Hipoacusia, no mundo representam mais de 16% da população, ou seja, mais de um bilhão de pessoas acometidas com a disfunção auditiva.

No Brasil mais de 5.8%% da população (Censo 2010), sendo que desse total cerca de 0,9% adquiriram a perda auditiva ocasionada por doenças ou acidentes e já os que nasceram com a deficiência gira em torno de 0.2% com tendências a aumentar gradativamente principalmente entre os jovens por causa da exposição a níveis de ruídos acima dos decibéis recomendados, repetidamente, além da projeção do envelhecimento da população brasileira com o surgimento da presbiacusia nos indivíduos (ocasionando a deficiência auditiva por envelhecimento e enfraquecimento natural da audição).

Dos tipos de perda da acuidade auditiva, que podem ser neurossensorial, perda auditiva condutiva (e perda auditiva mista que conjuga os dois tipos), mais comum é a perda auditiva neurossensorial e também a mais complexa e danosa ao indivíduo.

Principais Causas da Perda Auditiva

Congênita
 Ototoxidade
 Presbiacusia
 Pair

Congênita – É relacionado a genética, ou seja, a causa é a consequência de um histórico familiar que resulta em predisposição a problemas auditivos.
Ototoxidade – É resultado de ingestão prolongada ou agressiva de medicamentos tóxicos para o ouvido.
Presbiacusia – É relacionado ao processo de desgaste natural com o avanço da idade. Surge de maneira gradual e se agrava com o passar dos anos. Também pode ser acelerado em função de constantes exposição a agressões sonoras por longos períodos.
Pair – É a exposição indevida a ruídos sem proteção por longos períodos afetando principalmente a cóclea e as células ciliadas do ouvido interno.

Outras Causas: Otites – Geralmente casos de infecções nos ouvidos constantes ou mal tratadas / Acidentes / Hipertensão/ Otosclerose.

Fatores de Risco

Fumantes – 70% Maiores chances de pessoas fumantes adquirirem a deficiência em relação a indivíduos que não fumam.
Diabéticos – É dobrado as chances de alguém com diabetes sofrer com perda da acuidade auditiva.
Problemas Cardíacos – A ineficácia circulação sanguínea proveniente de problemas cardíacos pode afetar os vasos sanguíneos do ouvido e assim prejudicar a audição.

Primeiramente, como veremos, é de extrema importância investigar a causa dessa deficiência auditiva.

perda-auditiva-e-agora-o-que-fazer-?-centro-auditivo-popular

Tipos de Perda Auditiva

 Perda Auditiva Neurossensorial
 Perda Auditiva Condutiva
 *Perda Auditiva Mista

Perda auditiva neurossensorial (PANS)
É o tipo de Perda auditiva que mais acomete pessoas em todo o mundo. Sendo uma perda permanente e não cirúrgica.  Normalmente não é cirúrgico e pode resultar em indicação médica de uso de aparelho auditivo.
Perda auditiva neurossensorial afeta o ouvido interno, cóclea e cérebro e tem como principal característica a dificuldade de compreensão das palavras.
Perda auditiva Condutiva
É uma perda auditiva clinicamente tratável por meio cirúrgico ou processo medicamentoso.
Ocorre em função de alguma disfunção geralmente localizada no ouvido médio que impede a condução eficaz do som. Por esse motivo nunca deve se precipitar em procurar, sem indicação médica, o uso de aparelhos auditivos, considerando que em alguns casos é recomendado apenas tratamento com medicamentos ou intervenção cirúrgica.
*Perda Auditiva Mista
Na verdade não é exatamente um tipo novo de perda da audição, mas sim apenas a junção de características da Perda auditiva neurossensorial e da Perda auditiva Condutiva. Podendo, portanto, geralmente, ser operado e corrigido o “componente condutivo” em muitos acasos.

perda-auditiva-e-agora-o-que-fazer-?-centro-auditivo-popular

Perda Auditiva e Agora o Que Fazer?

Se você ou algum familiar próximo percebe que esta perdendo a acuidade auditiva é importante estar atento a alguns elementos que envolvem a solução ou tratamento desse problema
 Médico Otorrino
 Exames Auditivos
 Tratamento Medicamentoso
 Procedimento Cirúrgico
 Prescrição de Uso de Aparelhos Auditivos
 Profissional de Fonoaudiologia

 

Médico Otorrino – Médico Otorrino é o profissional de saúde indicado para investigar e diagnosticar a causa e tipo de tratamento adequado mediante análise e apoiado por exames auditivos.
Exames Auditivos – É comum e importante o Médico Otorrino solicitar realização de audiometria entre alguns outros exames auditivos no processo investigatório e de diagnóstico do paciente com perda auditiva.
Tratamento Medicamentoso – Geralmente aplicado a Perdas auditivas Condutivas ou Mistas. Somente o médico otorrino deverá prescrever o processo de tratamento por medicamento, se for o caso, e qual ou quais tipos de medicamentos.
Tratamento Cirúrgico – Geralmente aplicado a Perdas de audição Condutivas ou Mistas. O médico Otorrino de posse de amplos exames poderá decidir pela intervenção cirúrgica.
Prescrição de Uso de aparelhos Auditivos – Perdas Auditivas Neurossensorial. Usualmente após esgotadas todas as possibilidades de tratamento medicamentoso ou cirúrgico, opta-se pela prescrição de uso de aparelhos auditivos por meio do médico Otorrino.

Os tipos de Aparelhos Auditivos são diversos podendo ser

•  Retroauricular
•  Intra canal
• Micro Canal
•  Adaptação Aberta
•  Mini Canal
•  Receptor no Canal
Profissional de Fonoaudiologia – É a pessoa especializada para realizar a adaptação e acompanhamento do uso de aparelhos auditivos, realização dos exames auditivos, bem como quanto ao tratamento fonoaudiológico.

Portanto, se você se depara com uma situação de perda auditiva, o primeiro passo é certamente procurar o médico Otorrinolaringologista e seguir os devidos procedimentos por ele indicado. Lembrando que independente de ocorrer a suspeita de uma perda de audição, ou qualquer outro problema com a audição, convém realizar periodicamente consultas ao otorrino, bem como a realização de audiometria e demais exames auditivos para um bom cuidado com a preciosa audição da qual tanto dependemos em nossa qualidade de vida social.

O Centro Auditivo Popular é uma proposta inovadora na experiência de Reabilitação Auditiva.

Centro Auditivo Popular com Clube de Vantagens oferece facilidades e benefícios únicos, além de contar com Aparelhos Auditivos Digitais de altíssima Qualidade com garantias exclusivas e ainda oferecendo a melhor relação custo-benefício com preços aproximadamente 50% menor do que os valores praticados no mercado.

Conheça e Surpreenda-se!

Clique Aqui! Saiba Mais via Whatsapp

Equipe Centro Auditivo Popular

SOLICITE ORÇAMENTO ABAIXO:

Preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.

Menu
error: Content is protected !!