Zumbido no ouvido e tontura é uma associação de desconfortos que acomete muito mais pessoas do que jamais imaginamos. Nesse artigo, Zumbido no Ouvido e Tontura, procuraremos lhe auxiliar na compreensão desses inconvenientes que tem se tornado um problema de saúde pública mundial.

Pessoas se perguntam se há alguma relação entre zumbido no ouvido e tontura. Esses fatores envolvem várias situações.

A tontura é uma situação que denota sensações de instabilidade, desmaios e fraqueza, além de uma sensação profunda ao seu redor semelhante a vertigem

Zumbido-no-ouvido-e-tontura

Zumbido-no-ouvido-e-tontura

Por sua vez o zumbido no ouvido contínuo é algo perturbante e irritante.

Zumbido no ouvido e tontura quando ocorrem associadamente, em geral, é um pouco mais agravante e preocupante.

 

A Organização Mundial de Saúde (OMS) revela que 278 milhões de indivíduos no planeta estão acometidos de zumbido no ouvido. 

Zumbido no ouvido e tontura no mundo representa alarmantes 20% da população que apresenta o distúrbio, segundo a Associação Americana de Zumbido.

 

Segundo uma pesquisa publicada pela Associação de Pesquisa Interdisciplinar e Divulgação do Zumbido (APIDIZ) em colaboração como Instituto Ganz Sanchez, demonstra que no Brasil já existe cerca de 48 milhões de indivíduos com zumbido no ouvido.

 

Zumbido-no-ouvido-e-tontura Zumbido-no-ouvido-e-tontura Zumbido-no-ouvido-e-tontura

Observa-se também uma estreita relação do zumbido no ouvido e tontura com a perda auditiva por parte de alguns dos indivíduos acometidos pelo problema.

 

O cenário recente revela um aumento significativo e alarmante em relação há 20 anos, quando as estatísticas demonstravam uma realidade já preocupante, ainda que inferior a atualidade, de 28 milhões de brasileiros com zumbido no ouvido e tontura.

O Centro Auditivo Popular oferece gratuitamente a intermediação entre o cliente interessado em adquirir aparelhos auditivos por valores mais acessíveis e a loja que comercializa as próteses auditivas

Fale Agora Conosco e Confira Quanto Custa Aparelho Auditivo com Preços Exclusivos

Clique Aqui! Saiba Mais via Whatsapp

 

Um relatório de 2014 publicado na revista Frontiers in Neurology afirma: “O zumbido no ouvido é um dos sintomas somáticos mais comuns que afetam a humanidade”

 

Segundo a  American Public Health Agency, ele pode ser considerado o terceiro sintoma que mais causa incômodo nos indivíduos.

Essas são apenas algumas notícias preocupantes em relação ao problema.

Se você tem zumbido no ouvido e tontura, saiba que não esta sozinho.

Zumbido-no-ouvido-e-tontura

 

Dra Tanit Ganz Sanchez, médica e presidente da (APIDIZ) – Associação de Pesquisa Interdisciplinar e Divulgação do Zumbido, refere que além de causar insônia, dificuldade de concentração, ansiedade e depressão, cerca de 40% de quem sofre com o zumbido ainda convivem com outro problema: a tontura.

 

Nesse texto, Zumbido no Ouvido e Tontura, vamos abordar todos os aspectos mais pertinentes a esse importante assunto, conforme segue abaixo:

 

  • Zumbido no Ouvido e Tontura: O que é o zumbido e a Tontura?
  • Zumbido no Ouvido e Tontura | Sintomas
  • Zumbido no Ouvido e Tontura | Causas
  • Zumbido no Ouvido e Tontura | Tratamento

Zumbido no Ouvido e Tontura: O que é o zumbido e a Tontura?

Zumbido

zunido no ouvido, ruídos ou zunido nos ouvidos, acúfeno, tinnitus/tinido ou zumbido nos ouvidos. São todos sinônimos referente ao zumbido no ouvido.

Zumbido no ouvido é um problema bastante desagradável que acomete cada vez mais pessoas. Trata-se de um som que é percebido nos ouvidos e ou também na cabeça, consistindo na ausência desse mesmo barulho do ambiente.

Zumbido-no-ouvido-e-tontura

zumbido no ouvido e tontura

Explicando melhor; refere se a uma percepção de um som (geralmente um chiado, som de cigarra ou sirene) sendo que tal som não existe externamente no ambiente quando o indivíduo o percebe. Somente a pessoa ouve tal zumbido.

 

O zumbido no ouvido não é exatamente uma doença em si, trata-se de um reflexo de uma condição de saúde ou distúrbio em algum ponto da audição e em relação ao equilíbrio na maior parte das vezes.

 

O zumbido em algumas vezes é acompanhado de outros incômodos, como perda da audição, intolerância a barulhos mais intensos, além da tontura. São aspectos que refletem o estado dos ouvidos e prejudicam a vida de quem convive com o zumbido.

 

Tontura

A tontura é reflexo de alguma anormalidade no organismo, não necessariamente uma enfermidade, na maioria das vezes ocorre a labirintite, por outras vezes indica queda da pressão arterial, alterações na função do coração, alterações no equilíbrio ou efeito colateral de medicamentos.

 

Zumbido no Ouvido e Tontura | Sintomas

Podemos citar como os sintomas mais comuns de zumbido no ouvido e tontura:

Zumbido:

  • O zumbido no ouvido e tontura pode vir de um ouvido de cada vez ou de ambos os ouvidos.
  • Ouvir ons ou vozes musicais,
  • Percepção de sons que não são originados no meio ambiente em que a pessoa se encontra: cliques, ruídos, toques, zumbidos, etc.
  • Percepção de sons que alternam em cada ouvido, com maior ou menor força.

 

Zumbido-no-ouvido-e-tontura

 

Tontura:

Zumbido-no-ouvido-e-tontura

 

A tontura ocorre geralmente em pessoas de idade mais avançada, entretanto, também ocorre em jovens e até mesmo adolescentes, e pode aparecer em situações diversas, exemplo da labirintite: como ao estar deitado e ao se levantar.  Também por quedas de pressão, ou ao fazer algum esforço físico, e acontece em problemas cardíacos ou proveniente da pressão.

 

È importante a conscientização e participação da família e pessoas que se relacionam com indivíduos acometido com zumbido, pois os mesmos se sentem muito incomodados por seus sintomas, causas e consequências.

 

 Costumam enfrentam fatores psicológicos e relacionados ao humor. Precisando, portanto de compreensão e apoio.

 

Sofrem com irritabilidade, depressão, insônia, ansiedade, fadiga ou até mesmo impulso suicida.

Zumbido no Ouvido e Tontura | Causas

Zumbido

As causas que levam ao zumbido no ouvido e tontura geralmente se originam na própria audição da pessoa acometida pelo distúrbio ou em vários sistemas que agridem a audição e equilíbrio de forma indireta.

Os distúrbios provenientes da audição são:

  • Perda Auditiva – Surdez relacionada ao avanço da idade (Presbiacusia)
  • Exposição sonora – exposição a sons muito altos e ou continuamente
  • Rolha de cerúmem – excesso de cera nos ouvidos
  • Otosclerose – Disfunções nos ossículos da orelha
  • Doença de Ménière
  • Podendo também ser um Neurinoma do acústico
  • Problemas de circulação sanguínea
  • Pressão alta
  • Alergias
  •  Inflamações auriculares,
  • Diabetes
  • Distúrbios na coluna cervical e medicamentos.
  • Doenças neurológicas,
  • Problemas Odontológicos
  • Problemas na região da cabeça e do pescoço,
  • Problemas da articulação têmporo mandibular e disfunções semelhantes
  • Alterações metabólicas: açúcares, gorduras e ausência de vitaminas
  • Alterações hormonais: tireoide e hormônios sexuais
  • Problemas cardiovasculares: hipertensão arterial não controlada
  • Distúrbios psiquiátricos como ansiedade e depressão entre
  • Medicamentos: antibióticos, anti-inflamatórios e vários tipos de antidepressivos diuréticos, quimioterápicos, AAS (aspirina).

Zumbido-no-ouvido-e-tontura

Indivíduos fumantes ou que usam drogas e os que tem histórico de otites ou doença cardiovascular também podem desenvolver o zumbido.

 

Lembrando que bebidas alcoólicas e Cigarro: potencializam a percepção do zumbido no ouvido.

Tontura

A tontura, que pode aparecer isolada ou juntamente com outros sintomas como, sensação de “cabeça vazia”, dor de cabeça, fraqueza nas pernas, náuseas. As principais causas são:

 

         Ansiedade

  • Esta tipo de tontura também pode acontecer de forma repetida, e surge em períodos de maior estresse.
  • Alterações psicológicas, como depressão e ansiedade causam tontura, pois desencadeiam a síndrome do pânico e de alterações na respiração. Estas situações provocam uma tontura que, geralmente, é acompanhada de falta de ar, tremores e formigamento nas extremidades, como mãos, pés e boca.

 

Queda de pressão

A tontura que acontece por alterações cardíacas e da circulação é chamada de pré-sincope ou hipotensão ortostática, e surge quando a pressão cai e o sangue não é bombeado adequadamente para o cérebro, causando a sensação de desmaio ou de escurecimento e surgimento de pontos brilhantes na visão.

Este tipo de tontura pode surgir ao acordar, levantar, durante um exercício ou, até mesmo, de forma repentina ao estar parado. As principais causas são:

 

  • Uso de alguns remédios que causam quedas de pressão, como diuréticos, nitrato, metildopa, clonidina, levodopa e amitriptilina, por exemplo, principalmente em idosos;
  • Gravidez, pois é um período em que há mudanças na circulação e pode haver diminuição da pressão arterial devido ao peso do útero sobre os vasos sanguíneos. Saiba mais detalhes em como evitar e aliviar a tontura na gravidez.

 

  • Queda brusca da pressão, chamada de hipotensão ortostática, e surge por um defeito no ajuste da pressão, que normalmente não é grave, e acontece por mudanças na postura, como se levantar da cama ou cadeira;
  • Problemas cardíacos, como arritmias ou insuficiência do coração, que dificultam o fluxo de sangue pela circulação;

Desequilíbrio

Zumbido-no-ouvido-e-tontura

O desequilíbrio é outra causa de tontura, é a sensação de estar tonto ou com perda do equilíbrio. Esta situação pode causar um tontura contínua e, geralmente, acontece nos idosos ou em situações de:

  • Perda da sensibilidade nos pés e pernas, causada pelo diabetes;
  • Consumo de álcool ou drogas, que alteram a percepção e a capacidade de funcionamento do cérebro;
  • Uso de remédios que podem alterar o equilíbrio, como Diazepam, Clonazepam, Fernobarbital, Fenioína e Metoclopramida, por exemplo. Entenda melhor quais são os remédios que causam tontura.

 

  • Alterações da visão, como catarata, glaucoma, miopia ou hipermetropia;
  • Doenças neurológicas, como Parkinson, AVC,  tumor cerebral ou Alzheimer, por exemplo;
  • Pancada na cabeça, que pode causar lesões temporárias ou permanentes na região cerebral que regula o equilíbrio;

Labirintite / Vertigem

Na vertigem a tontura ocorre quando aparentemente tudo esta girando ao redor, juntamente por vezes com zumbido no ouvido e enjoo.

Ocorre tontura com a vertigem mesmo estando deitado

A vertigem paroxística benigna, ou labirintite simples, acorre pelo descolamento dos otólitos, que são pequenos cristais que se localizam nos condutos do ouvido, responsáveis por parte do equilíbrio. 

Zumbido no Ouvido e Tontura | Tratamento

O zumbido no ouvido pode ter várias origens, bem como o tratamento varia de acordo com o diagnóstico estabelecido pelo profissional de saúde consultado. Por isso, somente um médico pode dizer qual o tratamento mais correto, bem como a dosagem e a duração adequada.

Evite tomar medicamentos por conta própria. Consulte seu médico antes de ingerir medicamentos

Os medicamentos mais usados no tratamento de zumbido no ouvido são:

  • Rivotril
  • Cinarizina
  • Clonazepam
  • GINKGO BILOBA

Alguns medicamentos demonstraram ser eficazes para a redução dos sintomas de zumbido no ouvido, embora os resultados possam variar de paciente para paciente dependendo da doença que está causando o zumbido. Converse com seu médico e pergunte se existe alguma medicação apropriada para o seu caso.

  • Quando o zumbido no ouvido é forte, algumas pessoas conseguem aliviar os sintomas tomando antidepressivos tricíclicos, como a amitriptilina e a nortriptilina. Entretanto, esses medicamentos podem causar alguns efeitos adversos indesejáveis como visão turva, boca seca e problemas cardíacos.
  • Em alguns pacientes, os anticonvulsivos como o clonazepam e a gabapentina demonstraram reduzir a intensidade e a irritação do zumbido.
  • INo Brasil, um medicamento chamado acamprosato, indicado para tratar o alcoolismo, foi testado para tratar os sintomas de zumbido no ouvido e demonstrou resultados significativos. Nos Estados Unidos, a eficácia desse medicamento está atualmente sendo investigada.
  • Outros medicamentos que demonstraram diminuir os sintomas de zumbido no ouvido são os medicamentos para ansiedade, os anti-histamínicos e até mesmo os anestésicos.

Retire o excesso de cera do ouvido. 

A cera acumulada no ouvido pode endurecer e obstruir o canal auditivo, causando perda de audição, irritação e zumbido no ouvido. Se essa for a causa do zumbido, os sintomas podem ser aliviados e até mesmo curados, depois que a cera que obstrui o canal auditivo for removida.

Remédios naturais:

  • CASCA DE MALAGUETA – além da casca de malagueta, folhas de espinheiro, raiz de bardana, goldenseal goma e mirra, também são ervas capazes de beneficiar a quem sofre esse desconforto;
  • ABACAXI – a fruta também tem poderes antiinflamatórios e ativa a circulação da região da cabeça e pescoço;
  • ALHO – um dente de alho cru, diariamente, pode amenizar os sintomas do zumbido.

Considere o uso de aparelhos auditivos. 

 

O Centro Auditivo Popular oferece gratuitamente a intermediação entre o cliente interessado em adquirir aparelhos auditivos por valores mais acessíveis e a loja que comercializa as próteses auditivas

Conheça o Centro Auditivo Popular – Clique Aqui!

Clique Aqui! Saiba Mais via Whatsapp

 

Se o zumbido em seu ouvido vier acompanhado de perda auditiva, esse tipo de aparelho poderá minimizar os irritantes sons de sussurro e de zumbido.

  • Os aparelhos auditivos devolvem para o paciente a capacidade de ouvir ruídos de sons ambientes, o que ajuda a mascarar o zumbido no ouvido.
  • Se você acredita que o zumbido está relacionado à sua perda auditiva, procure um otorrinolaringologista para examiná-lo e indicar o aparelho mais apropriado para você.
  • Se sua audição não tiver sido afetada, mas o zumbido ainda persistir, implantes que estimulam o nervo auditivo por meio de impulsos elétricos podem ser uma opção de tratamento. Os impulsos podem trazer uma cura temporária para o zumbido no ouvido.

Zumbido-no-ouvido-e-tontura

zumbido no ouvido e tontura

Faça terapia sonora. 

A terapia sonora é usada para mascarar ou abafar o ruído interno causado pelo zumbido usando sons.

  • Embora ela não cure o zumbido, a terapia sonora pode ajudar os pacientes a esquecerem de seus sintomas e permitir que eles consigam se concentrar ou descansar sem serem distraídos pelo zumbido. Esse tipo de terapia pode ser usado de duas formas:
  • Por meio de pequenos dispositivos que são inseridos dentro do ouvido, como os aparelhos auditivos. Esses pequenos aparelhos emitem ruídos brancos em baixo nível, o que ajuda mascarar o zumbido.
  • Através de música ou de máquinas sonoras, que podem ser colocadas no quarto do paciente e em outros locais, para distraí-lo do zumbido. O ruído branco, sons ambientes ou até mesmo o barulho produzido por um ventilador ou aquário pode ajudar a mascarar o zumbido.

Evite ingerir estimulantes como a cafeína, nicotina e álcool. 

Esses tipos de estimulantes podem piorar os sintomas do zumbido associado ao fluxo sanguíneo.

  • Isso acontece porque essas substâncias dilatam os vasos sanguíneos, aumentando o fluxo de sangue no corpo. O aumento do fluxo de sangue está associado aos ruídos de “sussurro” no ouvido interno.
  • Para evitar a piora dos sintomas, procure beber café ou chá descafeinado, pare de fumar e evite ingerir bebidas alcoólicas.
  • Você também deve se esforçar para reduzir a ingestão de sal, visto que o consumo em excesso contribui para o aumento da pressão arterial, o que está associado ao zumbido no ouvido.

Tome suplementos de zinco. 

Pacientes que sofrem de zumbido no ouvido, às vezes, apresentam níveis baixos de zinco no organismo.

  • Por isso, alguns conseguem algum alívio dos sintomas quando passam a tomar diariamente suplementos de zinco.
  • O magnésio e as vitaminas B são outros dois suplementos que podem aliviar os sintomas do zumbido no ouvido.

Tome ginkgo biloba. 

Acredita-se que essa erva alivia naturalmente os sintomas de zumbido no ouvido.

  • Isso ocorre porque o extrato de ginkgo é usado para reduzir a pressão arterial, reduzindo, assim, o zumbido no ouvido causado pela pressão elevada.
  • Procure comprar suplementos de ginkgo que tenham extrato de folhas de ginkgo, em vez de semente pois estas podem conter substancias tóxicas.

Tente usar a técnica de biofeedback. 

Essa é uma técnica de relaxamento que pode ajudar as pessoas a controlar a reação do organismo do indivíduo à determinadas situações de estresse. Dessa forma, os pacientes podem usar seus pensamentos para aliviar os sintomas de zumbido no ouvido.

  • Durante uma sessão de biofeedback, o terapeuta conecta o paciente a uma máquina através de sensores elétricos. A máquina, então, fornece uma resposta às reações fisiológicas do corpo como temperatura, tensão muscular e pulsação.
  • À medida que aprende a reconhecer essas reações em seu corpo, você pode treinar seus padrões de pensamentos, comportamentos e emoções para responder a essas reações. Dessa forma, você treina seu corpo a lidar com a dor e o estresse apenas com a força de seu pensamento.
  • Com a técnica de biofeedback, é possível educar seu corpo a não responder ao estresse, que piora os sintomas de zumbido no ouvido.

Outra opção é a terapia cognitiva. 

Um zumbido muito forte no ouvido pode causar ao paciente outros problemas mais sérios como a perda da concentração, inibição dos padrões de sono e afetar as relações pessoais do indivíduo.

  • A terapia cognitiva pode ajudar a lidar com esses problemas e impedir que o sintoma interfira na vida dos pacientes.
  • A terapia não acabará com o zumbido no ouvido, mas poderá ensinar os pacientes a reagir de outra forma ao sintoma, ajudando-os a levarem uma vida normal.
  • A terapia cognitiva é normalmente usada em conjunto com alguma outra forma de tratamento para o zumbido, como medicação ou terapia sono.

Equipe Centro Auditivo Popular

Assuntos Relacionados:

zumbido no ouvido

zumbido no ouvido tem cura

remedio para zumbido no ouvido

zumbido no ouvido esquerdo

zumbido no ouvido causas

zumbido no ouvido direito

o que causa zumbido no ouvido

zumbido no ouvido e tontura

remedio caseiro para zumbido no ouvido

zumbido no ouvido tratamento

zumbido no ouvido e tontura

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.

Menu
error: Content is protected !!